SEGURANÇA EM CASA

 

A segurança de qualquer habitação ou condomínio será a que cada um dos moradores tornar eficaz.

Pondere em assembleia de condóminos a instalação de um sistema de videovigilância nas áreas comuns do prédio, tendo em conta os requisitos e regras específicas para a sua instalação e operação e respeitando a lei de proteção de dados pessoais. 

Siga ainda os nossos conselhos de fácil aplicação e de excelentes resultados, não só para prevenir a intrusão, mas também para a prevenção de incêndios, fugas de gás e outros acidentes.

- Garanta portas e janelas sólidas e confira o estado das fechaduras da sua casa. 

- Equipe a porta de entrada da sua casa com visores com ângulo de visão de 180º.

- Quando sair de casa feche bem as janelas, especialmente as que dão acesso a terraços ou varandas. 

- Proteja as janelas de fácil acesso a partir do exterior com grades, persianas e películas adesivas de segurança (no caso de contar com sistema de segurança).

- Quando chegar a casa olhe à sua volta antes de abrir a porta. 

- Quando tocarem à porta, confirme a identidade da pessoa ou empresa de serviços antes de abrir a porta. Em caso de dúvida nunca abra a porta. 

- Contacte as autoridades sempre que algum estranho se recuse a abandonar a porta de sua casa e informe-o disso mesmo.

- Evite deixar as chaves de casa debaixo do tapete ou perto da porta de entrada.

- Numa moradia, instale cancelas nas rampas e escadas de acesso. 

- Não entre nos elevadores se não confiar nos ocupantes.

- Não guarde objetos de valor no cofre de casa.

- Os cães também podem manter alerta os proprietários se alguém quiser entrar na propriedade.

- Um alarme bem visível desmotiva o assaltante.

- Mantenha as portas do prédio e garagem sempre fechadas. Se a porta estiver avariada, reporte ao administrador do prédio e ajude a promover a sua reparação, o mais depressa possível.

- Esteja sempre alerta em caso de ser seguido(a) por veículos ou pessoas quando se vai em direção à garagem ou para a zona de parqueamento.

- Os equipamentos de segurança (portas de entrada, portas de garagem, extintores, etc.), devem estar em perfeitas condições.

- Ao entrar ou sair do prédio, observe se não há pessoas estranhas ou suspeitas por perto. Qualquer suspeita deve ser comunicada às autoridades.

- As entradas do imóvel devem ser suficientemente iluminadas, evitando objetos que obstruam a ampla visão do local.

- Não comente com estranhos sobre as características do prédio ou dos moradores. 

- Não abra a porta do prédio, sem antes identificar o visitante através do intercomunicador.

- Não deixe notas nos placards do átrio do prédio ou porta de casa que indiquem a sua ausência.

 

- Contacte de imediato as forças de segurança.

- Não toque nem arrume nada até que as autoridades cheguem.

- Caso detete que a fechadura foi forçada e portas ou janelas arrombadas ou vandalizadas, não entre em casa. Contacte as autoridades e avise familiares e amigos do sucedido.

- Saiba sempre o número de telefone dos bombeiros da sua área.

- Mantenha os fósforos e isqueiros fora do alcance das crianças.

- Apague os fósforos que usar e não os deite no lixo sem ter a certeza de que estão mesmo apagados.

- Dê especial atenção às panelas e frigideiras quando estão ao lume e evite usar roupas muito largas enquanto cozinha.

- Se sentir o cheiro a gás, desligue o fogão, o esquentador e o aquecedor. Abra as janelas, saia de casa e chame um técnico da companhia fornecedora.

- Os pequenos eletrodomésticos que não são usados frequentemente devem estar desligados da tomada e longe da água.

- Os cobertores elétricos devem ser sempre desligados antes de adormecer.

- Os radiadores ou aquecedores elétricos não se devem cobrir com roupa ou com outros objetos, nem manter-se próximos de móveis e materiais que possam arder facilmente como cortinas, tapetes ou jornais.

- Proteja devidamente a sua lareira de forma a evitar que ela seja um foco de incêndio. Inspecione e limpe regularmente a chaminé.

- Certifique-se de que a sua instalação elétrica está em boas condições técnicas e evite a sobrecarga de tomadas elétricas.

- Não coloque objetos plásticos ou têxteis em prateleiras próximas do forno.

- Guarde os líquidos inflamáveis em embalagens bem fechadas e identificadas.

- Combine com a sua família um lugar seguro fora de casa onde se possam reunir em caso de incêndio.

- Tenha um extintor em casa.

- Equipe a sua casa com sistemas de deteção e extintores apropriados.

- Mantenha a calma e contacte os bombeiros, indicando o local exato e o tipo de incêndio.

- Se estiverem pessoas dentro da habitação devem cortar imediatamente o gás e a eletricidade.

- Avise os vizinhos da existência do incêndio.

- Elimine as correntes de ar, fechando as portas e janelas.

- Não utilize os elevadores.

- Em caso de incêndio num piso superior, abandone rapidamente a habitação com o corpo ao nível do solo.

- Certifique-se que a sua chaminé, caldeira, esquentador e outros aparelhos domésticos que queimam combustível como aquecedores a lenha ou a gás, fogões e fornos estão a funcionar bem.

- Perante a suspeita de uma fuga de gás, não acenda, nem apague a luz elétrica, isqueiros ou qualquer aparelho que produza faísca ou chama.

- Também é importante que reconheça os sintomas físicos após fuga de monóxido de carbono: dor de cabeça, fadiga, dificuldade respiratória, náuseas e enjoos.

- Desligue o interruptor geral da eletricidade.

- Refugie-se num piso elevado, evite ir para a cave ou o rés-do-chão.

- Retire do exterior todos os objetos valiosos que possam ser arrastados pela água, desde que isso não implique perigo de vida.

- Os documentos importantes, objetos valiosos, alimentos, água potável e produtos perigosos devem ser colocados ao seu alcance.

 

- Todas as fontes de água estão contaminadas, portanto não é recomendável beber água da torneira.

- No caso de não ter acesso a água potável, o mais saudável é fervê-la para eliminar bactérias e parasitas.

- Deite fora os alimentos que tenham estado em contacto direto com a água da inundação.

- Verifique se existem tubagens de gás danificadas ou com fugas, cabos elétricos molhados ou emersos que possam causar um incêndio.

- Antes de voltar a usar um aparelho elétrico, confirme se está em boas condições e completamente seco.

- No regresso a casa ou à empresa, utilize calçado com solas grossas de plástico. Os ferimentos mais comuns após uma inundação costumam ser os cortes nos pés.